As coifas são eletrodomésticos encontrados na maioria das cozinhas bem equipadas. Ao cozinhar, os odores, as gorduras e a umidade acumulam-se. Pois é aí que entra o trabalho da coifa, um elemento essencial no projeto de desenvolvimento da sua cozinha.
Conhecidos como exaustores, anteriormente eram considerados elementos secundários, mas nos últimos anos, suas qualidades estéticas e seu desempenho depurador melhoraram muito. Hoje em dia, em qualquer cozinha de design, encontra-se uma coifa com um aspecto contemporâneo. Ou seja, uma cozinha moderna definitivamente não pode passar sem uma.
Para tornar o ar da sua cozinha mais saudável
A coifa elimina a fumaça, a gordura, os odores ruins e a umidade que se acumula durante a preparação dos alimentos e torna o ar da sua cozinha mais saudável. Para isso, ela utiliza um sistema de extração, expelindo o ar sujo ou reciclado ao higienizar o ar sujo antes de retornar ao ambiente.
A importância para a estética e o design
Além de limpar o ar, a coifa também é um verdadeiro trunfo estético, pois passa cada vez menos despercebida na cozinha. No caso das cozinhas com uma ilha, as coifas centrais compõem o ambiente com um ar de requinte e modernidade.
Na maioria das vezes, os critérios de compra de uma coifa são a estética, o ruído que emite durante o funcionamento e, por último, o desempenho.
Questionamentos quanto a importância das coifas
1. Muitos se perguntam se simplesmente abrir as janelas enquanto cozinham não é o suficiente para evacuar odores e vapores.
A resposta é não. A vantagem de ter uma coifa é a eliminação de odores e a libertação de vapor da placa graças à aspiração. O ar ou é filtrado e então rejeitado para o exterior (exaustão externa) ou é filtrado e, em seguida, rejeitado internamente (capela de reciclagem). Nesse caso, os filtros devem ser limpos ou trocados com mais regularidade.
Hoje, também existem coifas que filtram não só o ar que sai da placa, mas todo o ar da divisão. Não apenas gorduras e odores, mas também poluentes. Elas restauram o equilíbrio iônico e o ar, melhorando significativamente a qualidade do ar interno.
2. Uma coifa pode ser instalada sem um planejamento?
A resposta também é negativa. Para uma coifa ser eficiente é necessário, em primeiro lugar, uma boa instalação e, em segundo lugar, um bom uso.
Por exemplo, não adianta instalar uma coifa com um escapamento de 15 metros de comprimento e três cotovelos. Este tipo de coifa não requer mais de sete metros de duto e no máximo dois cotovelos. É necessário algum especialista no assunto.
3. Não devemos ligar a coifa apenas enquanto cozinhamos
Positivo. Para que a coifa funcione de forma ideal, é necessário criar um ciclo de ar.

Portanto, é recomendável ligá-la com as janelas fechadas, cinco minutos antes de começar a cozinhar, na potência máxima, e abaixar quando estiver cozinhando.
No final, não desligue imediatamente após a preparação dos alimentos. Deixe a coifa funcionando por mais 10 minutos para que todos os odores desapareçam. Para isso, vários modelos são equipados com a função cronômetro.
4. Uma coifa consome muita energia elétrica
Negativo. Há uns 10 anos isso até seria uma realidade. Porém, com o avanço tecnológico, isso já não acontece. Além do mais, o consumo de aparelhos domésticos, hoje, é regulamentado.
Ligada alguns minutos por dia, a coifa consome muito pouco, se compararmos com o seu refrigerador. Com a visualização obrigatória da etiqueta energética, indicando o consumo anual do aparelho, você dispõe de informações essenciais que lhe permitem escolher o seu exaustor com pleno conhecimento da realidade.
A Versia existe para inspirar e transformar seus ambientes com uma diversidade de utilidades domésticas premium que aliam funcionalidade, desempenho e design. Acesse o nosso site. Estamos esperando a sua visita.

Deixe uma resposta

Talvez você goste também
Todos os artigos carregados.
Sem mais artigos para carregar.